Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Um Coelho Cheio de Sorte

por Jorge Candeias, em 16.08.16

Um Coelho Cheio de Sorte

Título: Um Coelho Cheio de Sorte

Autor: Ivo Dias de Sousa

Editor: Lua de Papel

Nº. páginas: 112

Ano: 2009

 

Sinopse:

A sorte é só um acaso? Porque é que alguns coelhos... ou melhor... pessoas têm mais sorte do que a maioria? A questão foi objeto de uma série de estudos científicos, sendo o Dr. Richard Wiseman um dos autores que mais se destacou nesse campo, ao sistematizar as suas investigações em O Fator Sorte.

Inspirado no trabalho de Richard Wiseman, o Dr. Ivo Dias de Sousa (fomado em Gestão de Empresas e doutorado em Gestão de Informação) escreveu Um Coelho Cheio de Sorte, uma fábula intemporal sobre os reveses da fortuna e o modo de os superar. Numa linguagem acessível e imaginativa, o autor apresenta-nos um simpático coelho, João Sortudo, que nada faz pela sorte - até ao dia em que é despedido, e se vê obrigado a desenvolver uma nova postura perante a vida.

 

Notas:

Livro de auto-ajuda económica, escrito em jeito de fábula.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:48

Ivo Dias de Sousa

por Jorge Candeias, em 02.08.16

Ivo Dias de Sousa

Nasceu em 1970 em Nampula, Moçambique, e passou a juventude em Portimão. Foi estudar para Lisboa, onde se licenciou e enveredou por uma carreira académica na área da Gestão.

 

Obras incluídas:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04

Webfiction

por Jorge Candeias, em 02.08.16

Título: Webfiction

Organizador: António de Macedo

Editor: Simetria - Associação Portuguesa de Ficção Científica e Fantástico

Endereço: https://blog.simetria.org/category/ficcao/ficcaowebfiction/

Anos de atividade: 1998 - 2004

 

Notas:

Esta secção do site da Simetria publicou entre 1998 e 2004 mais de meia centena de contos e duas novelas, na grande maioria originais em português (de Portugal e do Brasil), mas incluindo também algumas traduções. Entre as histórias publicadas conta-se o miniconto O Tubo das Bolhas, de António Candeias, uma fantasia científica, as vinhetas de ficção científica de Ivo Dias de Sousa Morte Virtual, sobre o levar até ao fim a experiência da realidade em ambiente virtual, O Nascimento das Espécies de um Só Elemento, sobre a transformação transumanista do corpo, e O Último Homem a Morrer, sobre a imortalidade e quem fica à porta e, de Jorge Candeias, o conto curto Nos Confins, uma fantasia científica surreal sobre uma nave interestelar onde tudo parece acontecer e tudo parece querer fazer sexo com tudo, e as vinhetas A Nave, outra fantasia científica surreal sobre uma nave que vai até ao fim do Universo, A Queda, mais uma fantasia científica surreal, com toques de horror, sobre o apocalipse nuclear e Um Mergulho ao Amanhecer, mais uma fantasia científica surreal, também com o seu quê de horror, sobre uma estranha criatura que se dissolve em água.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:27

Paradoxo, nº. 3, 2ª. série

por Jorge Candeias, em 31.07.16

Paradoxo, nº. 3

Título: Paradoxo, nº. 3, 2ª. série

Diretor: Daniel Tércio

Editor: Associação Simetria

Nº. páginas: 76

Ano: 2000

 

Sinopse:

-

 

Notas:

Este número da revista Paradoxo inclui os minicontos O Tubo das Bolhas, uma fantasia científica sobre um tubo que, soprado, dispara bolhas de invisibilidade e o feliz acidente que ele provoca, Porno-Lirismo em Marta Swift, uma fantasia surrealista e erótica com um jogo de computador como mote, ambos de António Candeias, Uma Coisa Diferente, uma ficção científica que conta o que acontece quando um homem é forçado a sair da realidade virtual porque esta é infetada por um vírus, de Ivo Dias de Sousa, Exploração Preliminar, uma (espécie de) ficção científica que imagina um contacto entre um representante da espécie humana e um representante de uma espécie alienígena igualzinha a... baratas, O Grande Negócio da Miles2Miles, Inc., uma ficção científica sobre a exploração de um asteroide que não corre lá muito bem, O Nascimento Segundo os Luthuk, uma ficção científica que descreve o modo como nascem os jovens de uma certa espécie inteligente alienígena, e RV, outra ficção científica cujo desagradável protagonista usa a realidade virtual como armadilha, todos de Jorge Candeias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:54


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D